Egoísmos X abnegados:


Fomos educados imersos em uma cultura que fala muito de culpa, e ensina pouco como equilibrar nossas relações, ficamos perdidos entre ser uma pessoa egoísta que pensa somente em suas vontades, onde não há limites para o que se quer, o outro é apenas que existe para satisfazer as necessidades, o outro só é bem-vindo se for útil. E no extremo oposto a pessoa que se despedaça tentando ser bom o tempo todo, agradar o outro, garantir que o outro não se decepcione. E, muitas vezes tudo isso ocorre em nossas mentes, sem jamais o outro imaginar que sofremos com nosso excesso de desejo de agradar, na verdade quase um desespero, como se fosse uma determinação: Só posso existir se agradar as pessoas. Em qual desses extremos você está?


Posts Em Destaque