Condomínios, Convivências e Conflitos



A escolha de um apartamento pode ser motivada pela segurança, praticidade, acesso a espaços de lazer que não seria acessível residindo numa casa, no entanto, essa escolha irá exigir atitudes que respeitam e considerem o bem estar do outro. E, esse outro não é seu familiar, mas o outro que reside no mesmo andar, no mesmo prédio, no mesmo condomínio.

Viver em condomínios traz benefícios, no entanto, não está livre de ônus e o peso desse ônus dependerá da disponibilidade de cada morador de sair do seu lugar do individualismo para adotar posturas como: gentileza, empatia, comunicação clara e coerente. Será necessário comprometimento no sentindo de buscar o bem comum, isso inclui ceder em alguns aspectos e de adaptar em outros. Dessa forma, aceitar que é preciso considerar a especificidade do viver em condomínios abrirá mais chances de ser compreendidos, mas se a postura for de discriminação e de intransigência ter-se-á mais chances de receber essa postura como resposta.

Mas, e quando o conflito está instalado o que fazer? Que atitudes favorecem a resolução de conflitos? Independente do contexto algumas posturas são mais indicadas: Em primeiro lugar é preciso manter uma atitude calma, para poder ouvir com clareza e dessa forma se posicionar com argumentos racionais, preferencialmente focando nos fatos e não em opiniões pessoas. Buscar manter uma postura de empatia, olhe para a pessoa com quem precisa dialogar e ouça cuidando com suas expressões corporais.

É importante numa situação de conflito buscar uma solução que beneficie a todos, buscando sempre que possível uma atitude conciliatória, ou seja, considere a possibilidade de ceder em alguns aspectos. O tom de voz utilizado pode ser um facilitador na resolução dos conflitos ou não, por isso é preciso buscar falar com calma, e para isso é preciso estar fisicamente o mais relaxado possível, e observe a sua postura corporal, se colocar mais inclinado na direção da pessoa que está falando indica interesse em se comunicar e entender o outro. Postura de cruzar os braços podem indicar uma postura defensiva e rígida e pode levar o outro compreender que precisa fortalecer suas defesas. Por outro lado pequenos sinais de cabeça afirmativos podem indicar boa vontade diante das necessidades e dos argumentos do outro.

A forma que se escolhe as palavras podem conduzir a conciliação ou inflamar discussões homéricas, dessa forma se recomenda evitar palavras como nunca, sempre, bem como buscar a honestidade e fale em seu nome evitando generalizações que suscitam desaprovação. O binômio mais eficaz da comunicação é a verdade com amor, favorece o crescimento e a conciliação, busque praticar mesmo que isso signifique admitir que possa estar equivocado em algum aspecto. Lembre-se não se está numa guerra, em que necessariamente precisa ter um perdedor e um vencedor é possível haver acordos que contemplem diferentes interesses e necessidades.

Viver em condomínios e se sentir satisfeito nessa escolha dependerá do quanto as pessoas estão dispostas a compreender o que significado de viver em coletividade, e o quanto a gentileza em todos os seus aspectos faz diferença no contexto e no cotidiano de todos.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Basic Square

Rua: Coronel Santiago, 627

Anita Garibaldi , Joinville - SC

Whatsapp: 47 98483 1510

​© 2016 por Marínea Fediuk - Todos os Direitos Reservados a Marínea Fediuk. Orgulhosamente criado por Anchieta R.